expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

"A verdadeira sabedoria para vivermos neste planeta, consiste em percebermos que este é um grande e frágil ser vivo, se pensarmos em relação a vastidão do Cosmos.

Cada planta e animal, faz parte de um complexo sistema de inter-relações onde a mais frágil das criaturas tem o seu papel para manter o equilíbrio e a vida na Terra.

Quando entendemos e assimilamos esta realidade para nossas vidas, tudo se torna compreensível, belo e sua interação com a natureza é plena."

23 de novembro de 2014

SAQUERO

Sábio vegetal
Um sentimento profundo e sólido, muito diferente: inteiro, completo, coordenado, antigo. Muito parecido com uma Entidade. Com saudações profundas, dá-nos as boas-vindas ao seu lar, sabendo de algum modo que seu habitat é muito restrito. Ele quer que compartilhemos um pouco de sua energia, que o plantemos em outras áreas para que possa acrescentar sua singularidade ao mundo além deste lugar. Agradece-nos pelo respeito que temos por ele e respeita também a nós, talentosos seres humanos, embora não confie em todos. Quer compartilhar sua constância, sua lealdade, sua devoção ao planeta. Aprecia a nossa leveza.

Mensagem extraída do livro: O Chamado das Árvores

19 de novembro de 2014

COMPORTAMENTO HUMANO E OS REINOS DA NATUREZA

VEGETARIANISMO
A questão mais profunda da alimentação está no mistério de uma “Inteligência Multidimensional” que interliga os elementos constituintes do planeta na direção evolutiva que nos encaminha a uma harmonização e equilíbrios necessários. A anatomia holística do ser humano inclui uma série de elementos dos mais variados reinos (mineral, vegetal, animal, humano, etc.) e, para que o homem possa elevar a sua consciência, necessita ir se harmonizando com cada reino do planeta, tanto no seu mundo externo quanto no reflexo interno da sua constituição holística. Desta forma, o homem deve aprender a se relacionar amorosamente com todos os Reinos da Terra compreendendo os seus propósitos originais, respeitando-os e assumindo também a sua posição harmônica dentro desta “Rede Interdependente de Vida”. A alimentação vegetariana entra, neste ínterim, como uma prática que se encaminha para esta harmonização. Sem um estudo do próprio corpo humano (anatomia, histologia, fisiologia dos sistemas, etc.) e sem um estudo dos propósitos dos reinos paralelos para a Terra, um 'buscador espiritual' sentirá grandes dificuldades de encontrar a harmonia ou a paz que deve estar aspirando. A própria natureza das energias superiores mais sutis não encontram espaço de manifestação, em um corpo humano que ainda esteja carmicamente desarmonizado ou em débitos atemporais com os Reinos da Terra. Como um espelho perfeito, o ser humano terrestre traz em si, internamente, os reflexos externos da sua experiência individual e também coletiva com todos os elementos existenciais dos mais variados reinos deste planeta. Desta forma, um meio de se harmonizar não só com o Reino Animal, mas com todos os outros reinos está numa prática consciente dos propósitos da alimentação vegetariana. 
Extraído do Livro: (Do livro “COMANDO ESTRELINHA, Temas Transcendentais”, Horácio Netho, Ed. Alfabeto)

Quando o homem atinge esse discernimento quanto a forma correta de se alimentar e a harmonia na interação com os reinos, aí sim, é capaz de se conscientizar do seu papel, ajudando os representantes do reino animal. 


De acordo com o plano evolutivo para a nova humanidade, o homem possui a condição de se relacionar com os animais nos planos sutis, de tal forma, que poderá contribuir em seu estágio evolutivo. Os animais deixarão de manifestar sua coletividade instintiva para prepararem seus corpos com o objetivo de se individualizarem e sendo assim, iniciarem o contato com suas almas.